Em tempos de Enem, muitos jovens brasileiros perdem o sono passando horas em frente aos livros para conquistar a tão sonhada vaga em uma universidade federal. Um mineiro, de 18 anos, nascido no interior de Minas, conseguiu ir além disso e garantiu seu lugar em sete universidades norte-americanas, entre elas Harvard e Stanford, umas das mais respeitadas no mundo.Morador de Patrocínio, Arthur de Oliveira Abrantes conta que tudo que conseguiu até agora é fruto de seu envolvimento em várias atividades extraclasse e sua determinação ao aproveitar todas as oportunidades que apareceram em seu caminho.

Filho de pais que não tiveram a chance de cursar uma faculdade superior, o jovem mineiro é um dos 212 estudantes estrangeiros admitidos na Universidade Harvard só este ano. “Meus pais sempre me incentivaram muito a estudar, mas na maior parte do tempo eu estudava porque gostava”, conta o mineiro.

“Meu pai concluiu o ensino fundamental 1 e minha mãe chegou a terminar o ensino médio. Já minhas irmãs, que são três, duas moram em Uberlândia e estudam em uma faculdade particular de lá”, explica.

Estudante da rede públicaO jovem, de 18 anos, conta que desde o início da sua alfabetização ele frequentou escolas públicas. “Do pré ao quinto ano, estudei na Escola Municipal Leonor Ulhoa Victor Rodrigues.

Do quinto ao nono, estudei na Escola Estadual Altina de Paula Guimarães. A partir de 2012, comecei o curso técnico em eletrônica no Instituto Federal do Triângulo Mineiro, no campus Patrocínio.

Em 2014, me formei e desde então foquei meus estudos para me candidatar nas universidades, durante o ano de 2015”, contou Arthur que atualmente trabalha dando aulas de inglês em sua cidade.Experiência no exteriorEm 2015, Arthur participou do programa Jovens Embaixadores, quando teve oportunidade de ir para Washington, nos Estados Unidos, junto com outros estudantes.

Futuro brilhanteCom tantas opções de vagas em universidades, o mineiro ainda não definiu para onde seguirá seu futuro. “Não sei qual vou escolher, mas a princípio estou em dúvida entre Harvard e Stanford”, revela o jovem.

Carioca também entre aprovadosAlém dele, uma outra estudante do Rio de Janeiro, também está entre os estudantes aprovados em Harvard. Walquíria Lajoia Garcia, de 18 anos, passou em outras três universidades norte-americanas.

 ISABELA MEIRELES/OTEMPO
.

Fonte: Gazeta de Uberlândia