Na semana passada o Programa Chumbo Grosso, da TV Vitoriosa, mostrou uma distribuição de material partidário nas ruas de Uberlândia. Por conta dessa ação, o Partido Progressista (PP) foi denunciado na Justiça Eleitoral. Além dessa denúncia, outra já havia sido protocolada contra o vice-presidente do partido, também por propaganda extemporânea. A Justiça Eleitoral acatou a denúncia contra o vereador e vice-presidente do partido progressista em Uberlândia, Wilson Pinheiro. A denúncia é por conta de um panfleto, veiculado pelo parlamentar, que conteriam ataques diretos à gestão do governo Gilmar Machado.

A justiça considerou que isso pode ser tratado como propaganda eleitoral extemporânea. A justiça solicitou que todo o material impresso fosse entregue no cartório eleitoral e ainda determinou que o parlamentar, e não a câmara municipal, encaminhasse a prestação de contas referente à produção do material. De acordo com o Portal UIPI, uma outra denúncia de propaganda eleitoral extemporânea contra o partido, foi protocolada na semana passada. Trata da distribuição em vias públicas de material adesivo com o número do partido, que poderia beneficiar principalmente o candidato a prefeito pela legenda, o deputado federal Odelmo Leão Carneiro.

Segundoa assessoria jurídica do partido, o material foi recolhido e teve a distribuição interrompida. A Justiça Eleitoral seguirá acompanhando essas e outras denúncias.