O deputado federal Odelmo Leão Carneiro (PP) foi condenado pela Juíza Edinamar Aparecida da Silva Costa, da Justiça Eleitoral de Uberlândia por ter desobedecido a Lei Federal Eleitoral (9.504/97) e realizado propaganda extemporânea no fim do ano passado.

A juíza entendeu que Odelmo, teria contrariado à legislação ao utilizar outdoors, com fotos do parlamentar, que apareceram em várias localidades da cidade.

Na decisão, a juíza cita frases utilizadas por Odelmo nos painéis de divulgação, caracterizando campanha extemporânea, uma vez que a população saiba sobre a possível pré-candidatura do deputado a prefeitura de Uberlândia.

A denuncia chegou a Justiça Eleitoral através de indicação do Ministério Público Estadual representado em acusação realizada pelo partido PC do B de Uberlândia. A assessoria jurídica do deputado Odelmo Leão informou que irá recorrer da decisão de primeira instância ao Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG).