O primeiro ano de instalação do sistema fotovoltaico (que gera energia elétrica a partir do sol) na Escola Municipal Professor Milton de Magalhães Porto, no bairro Segismundo Pereira, em Uberlândia, será comemorado nesta sexta-feira, dia 8, às 10 horas, no pátio do educandário. Na data, os representantes do Greenpeace Brasil e da Alsol Energias Renováveis, parceiros do projeto, estarão na escola, em solenidade, para marcar o aniversário da iniciativa, que é modelo para diversas cidades do Brasil.A instalação do sistema nasceu de um projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Gestão Estratégica, Ciência e Tecnologia (SMGECT) em parceria com o Greenpeace Brasil, que desenvolve a campanha: “Mais Sol por Um Futuro Melhor”, com o intuito de utilizar a fonte renovável do sol para gerar eletricidade.

No Brasil, somente duas escolas foram contempladas pela campanha – a uberlandense e uma em São Paulo. Na Professor Milton de Magalhães Porto foram instalados 48 painéis que estão, desde abril do ano passado, gerando uma economia de 50%, em média, no consumo de energia elétrica ofertada pela concessionária Cemig.

O dinheiro economizado no pagamento da conta de luz é aplicado em projetos pedagógicos em favor dos alunos do educandário.O projeto conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Alsol Energias Renováveis, que instalou os painéis e beneficia atualmente mais de 600 alunos e faz parte da proposta: “Por Uma Cidade Educadora”, da Administração Municipal.

  A escolha da escola para receber o projeto traduz em grande importância para Uberlândia. Para a solenidade estão sendo aguardados a coordenadora da campanha de Energias Renováveis do Greenpeace Brasil, Bárbara Rubim, e o coordenador de Políticas Públicas da ONG, além dos diretores da Alsol Energias Renováveis, autoridades municipais e convidados.

Secom
.

Fonte: Gazeta de Uberlândia