O presidente interino Michel Temer manterá a lista tríplice do Ministério Público Federal para escolher o procurador geral da República, informou nesta segunda-feira (16) a assessoria de comunicação do novo governo. “Quem escolhe o procurador-geral da República, a partir de lista tríplice do Ministério Público Federal, é o presidente da República”, diz a assessoria.A assessoria se pronunciou após entrevista do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ao jornal ‘Folha de São Paulo’, publicada nesta segunda-feira, em que ele defende que o presidente da República escolha um integrante da carreira para ser procurador geral para um mandato de dois anos, que não tenha sido escolhido em votação interna da categoria.

Pela tradição, o procurador geral escolhido pelo presidente da República é o integrante da carreira mais votado na lista tríplice.Em setembro do ano passado, o atual procurador geral da República, Rodrigo Janot, foi reconduzido para o comando do Ministério Público Federal para um mandato de dois anos.

Agência Brasil
.

Fonte: Gazeta de Uberlândia