Chris Brown enfrenta novo processo por agressão. O ex-namorado de Rihanna, que em 2009 espancou a cantora e só em 2015 terminou de cumprir pena, é acusado de ter dado vários socos em seu empresário em maio deste ano. O rapper contratou Mike G justamente para melhorar sua imagem após a polêmica com a dona do hit “Work”.

No início deste ano, ele também foi acusado de agressão a uma brasileira.
Segundo o site americano “TMZ”, o empresário ajudou Chris Brown a quitar sua dívidas financeiras e a largar as drogas.

Ao portal, ele contou que a recuperação do cantor ia bem até o último mês, quando ele o atacou sem motivo aparente com socos no rosto e pescoço. No documento do processo, o rapper não se mostra arrependido e ainda disse ao restante da equipe que agrediria quem mais “saísse de linha”.

Mike atribui o ataque ao uso de drogas.
Na tarde desta quinta-feira (23), Chris Brown provocou Mike G com vídeos no Instagram.

O rapper alegou que agrediu o empresário após descobrir que ele roubou seu dinheiro. O advogado de Mike, no entanto, nega a acusação e diz que vai acrescentar esta difamação ao processo.

Brown tem um histórico complicado com a Justiça. Além da agressão física a Rihanna – que já afirmou que sempre irá se preocupar e que não odeia o ex -, ele já foi processado por uma briga com o cantor Frank Ocean e por roubar um boné de um fã.

Em 2014, a festa pré-VMA organizada por ele por pouco não acabou de forma trágica, após um tiroteio com três feridos em uma boate em Los Angeles.
(Por Caroline Moliari)
.