Ludmilla se pronunciou após uma vizinha divulgar um vídeo e acusar a cantora de ouvir som alto em sua mansão na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. Em comunicado, a funkeira explicou que não mora mais no local e que a festa, realizada no domingo (12), foi organizada por seus familiares.
“A cantora Ludmilla fez uma passagem rápida na festa realizada pela sua irmã no último domingo (12/06), pois tinha outro compromisso na sequência.

O local em questão não é mais sua residência, ela mora há algum tempo sozinha na Barra da Tijuca, sendo a festa organizada por seus familiares”, diz a assessora da cantora, alvo de ataques racistas nas redes sociais.
Ela ainda reafirma o que foi dito pela vizinha Paula Mariano, de que os vizinhos não procuraram a cantora, nem ninguém na casa para reclamar do alto volume da música.

“A festa acabou por volta das 20h e não houve reclamações diretas dos vizinhos sobre o barulho. Se a vizinha da família tivesse manifestado seu incômodo no momento, entrado em contato ou ido até a residência, teria sido muito bem atendida e o som seria diminuído”, finaliza.

Mais cedo, Paula conversou com o Purepeople e disse que ela e outros vizinhos ainda não pensam em processar Ludmilla pelo som alto. “Que esse movimento público a faça mudar de conduta.

Estamos aguardando o bom senso”.
(Por Caroline Moliari)
.