O SBT estreou nesta quarta-feira (13), em parceria com a Fox Brasil e a produtora Mixer, a série “A Garota da Moto”.
A história gira e torno de Joana, uma mulher que teve um caso com um milionário no passado e como fruto dessa relação nasceu Nico. Após a morte do ricaço a viúva Bernarda persegue Joana, que muda de cidade e passa a ser motogirl em São Paulo.

A narrativa da história é contada por alguns personagens, o que deixa seu desenvolvimento didático e um tanto chato, completamente desnecessário. A atriz Christina Ubach escorregou em alguns momentos, as cenas de luta deixaram muito a desejar, mas nada que comprometa ou que não possa ser melhorado ao longo dos episódios.

No mais, para uma emissora que prefere gastar com enlatados e reprises, “A Garota da Moto” mesmo com erros primários é uma boa opção que precisa ser melhorada. Torço para que dê certo, e o SBT descubra que não é necessário gastar para ter audiência, mas sim, é preciso investir.

Embora seja boa, para dizer que a série possui qualidade, ainda é preciso comer muito arroz com feijão.
Por Mauricio Freitas
Contato: mauriciotvfoco@gmail.

com
As opiniões aqui retratadas não refletem necessariamente a posição do TV Foco, e são de total responsabilidade de seu idealizador!

.

Fonte: TV Foco