(Foto: Divulgação/BAND)São Paulo, 3 de junho de 2016 – O mundo dos narcotraficantes já inspirou diversos documentários, filmes e séries de TV. Na próxima segunda-feira, A Liga viaja pela América Latina para mostrar a realidade por trás dessas histórias que parecem pura ficção e são uma dura verdade.
Mariana Weickert viajou até Medellín, na Colômbia, onde visitou cenários reais da história de Pablo Escobar, o mais famoso narcoterrorista da história.

Entre eles, La Catedral, o famoso presídio de luxo onde Escobar passou parte de sua vida. Ainda em Medellín, ela conversou com Jhon Jairo Velásquez Vásquez, o “Popeye”, braço direito de Pablo Escobar, e seu assassino de aluguel número um.

Popeye foi responsável por mais de 3 mil mortes.
Em Bogotá, Mariana entrevistou o ex-presidente da Colômbia, César Gaviria, responsável pela operação que colocou fim ao império de Escobar.

Ela também conversou com o senador Juan Manuel Galán, filho de Luis Carlos Galán, candidato à presidência da Colômbia morto a mando de traficantes nos anos 80.
Thaíde viajou até o estado de Sinaloa, no México, onde vivenciou o medo e o perigo de estar no berço mundial do narcotráfico.

Ele conheceu Culiacán, cidade tomada pelo tráfico, de onde surgiu o narcotraficante mais procurado da história: Joaquín “El Chapo” Guzmán, chefe do Cartel de Sinaloa, que exporta narcóticos para 52 países; oscilando entre as listas dos mais ricos do mundo e as listas de procurados pela Interpol e pelo FBI.
No Rio de Janeiro, Maria Paula encontrou Marcelo Freixo, professor e deputado estadual do Rio de Janeiro, que explicou os riscos de o passado da Colômbia e o presente do México se tornarem o futuro do Brasil.

.

Fonte: TV Foco