Paulo Belote/TV Globo Eliane Giardini é Anastácia em “Êta Mundo Bom” No ar em “Êta Mundo Bom”, Eliane Giardini atribui o sucesso da novela das seis à busca do público por um conteúdo leve na TV, já que a situação política no Brasil oferece ao povo um capítulo novo a cada dia – algumas vezes confuso – como aconteceu nesta segunda-feira (9) com a anulação de sessão do impeachment feita pelo presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, que posteriormente foi rejeitada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros. “A gente vem de um período bem conturbado, onde a realidade está ultrapassando a ficção, acima de qualquer coisa, é não é uma ultrapassagem engraçada, é pesado o clima. Um clima de descontentamento, de falta de valores, de credibilidade.

Quando falta credibilidade nas pessoas em que você delega suas decisões, as coisas ficam graves. Achei desde o começo que a novela podia cumprir um momento de um respiro, é uma novela de época, rural, fala de valores da família, do ser humano, é um tempo que faz falta, que o espectador reivindica”, contou a atriz nos bastidores da gravação da última quinta-feira (5).

Eliane acredita que com a trama leve de Walcyr Carrasco, repleta de humor pastelão, o público consegue sonhar e se desligar um pouco das dificuldades da vida real.
.

Fonte: Uol Televisão