Photo Rio News Alexandre Borges Em ritmo intenso de gravação para interpretar Aparício, um homem que vive um casamento de interesse com Teodora (Grace Gianoukas) em “Haja Coração”, próxima novela das sete da Globo, Alexandre Borges acredita que muitas pessoas vivem uma relação aos trancos e barrancos como acontecerá com seu personagem.”Acho que às vezes casais se aturam, não precisa ser nem por causa de dinheiro. Um atura o outro, um acaba com o outro e continuam casados, não se separam.

Tem bastante gente que se acomoda no casamento, leva a relação às turras, brigando o dia inteiro e não separam por causa de filho ou porque acostumou”, opina.Aos 50 anos, o ator ficou casado por 22 anos com Julia Lemmertz.

A separação amigável aconteceu em meados de 2015. Juntos eles tiveram um filho, Miguel, que por enquanto não pensa em seguir a carreira dos pais.

“Ele já está com 16 anos, quase maior do que eu, aí que a gente vê que o tempo passou mesmo. Se não me olho no espelho, continuo achando que estou com meus 30 anos.

Por enquanto ele toca guitarra, tem uma banda com amigos da escola. Acho que o pensar um pouco como artista foi natural e essa coisa lúdica, da arte, de ir em uma exposição ou uma peça é muito importante, abre a cabeça.

Ele quer ser jornalista esportivo”, diz.Com mais de 15 novelas no currículo, além de minisséries, o ator costuma arrancar suspiros do público feminino, ri da fama de galã cinquentão e afirma que o assédio das mulheres aumentou “um pouquinho” agora que está solteiro.

Para manter a boa forma, Alexandre não descuida da saúde.”Caminho na Lagoa, faço karatê e agora que estou solteiro estou comendo muito no quilo”, brinca.

Diferente de alguns artistas, que se incomodam com o assédio constante de fãs, Alexandre lida bem com o público e considera natural e positivo quando é abordado nas ruas.”Maravilhoso, é o que me motiva a vir gravar felizão, de não querer decepcionar as pessoas, fazer o melhor.

A maior recompensa que o ator pode ter é justamente essa, é ser abordado na rua, a pessoa curtir seu trabalho, te elogiar. Acho que esse é o maior combustível do ator, é o contato com o público”, diz.

.

Fonte: Uol Televisão