Na pele de Madá, a atriz se transforma a cada gravação (Foto: Inácio Moraes/ Gshow e Renato Rocha Miranda/ Globo)Luiza Brunet que recentemente chocou o público ao fazer uma grave denúncia de agressão contra o marido Lírio Parisotto, vem conseguindo superar o momento difícil com as gravações da novela “Velho Chico” do qual ela começou a participar recentemente. Para quem não sabe, na trama das nove, Luiza é Madá, a amante do coronel Afrânio, interpretado por Antonio Fagundes.
Querida pelos colegas de elenco, a atriz falou ao site oficial da trama e disse que o papel veio no momento oportuno: “Foi um presente na hora certa”.

Nos próximos capítulos da novela, a personagem deverá ganhar mais destaque. Isso porque, ele será fundamental para o desenrolar da história de Saruê.

A atriz, por sua vez, antecipa:
+Lírio Parisotto deve desembolsar R$ 100 milhões com separação de Luiza Brunet
“Ela passará por situações de muita cumplicidade com Afrânio e, em cenas lindas, ouvirá seu desabafo, alimentando um afeto verdadeiro por ele”, descreve Luiza, dizendo ainda como faz para transmitir a naturalidade frente às câmeras. “Carrego duas emoções diferentes.

Trabalhei com a emoção que está à flor da pele, mas com a racional também, com a grande ajuda da coach que tem me acompanhado”.
+Luiza Brunet rebate acusações de Lírio Parisotto: “Leviana”
Na trama, a dona do bordel de Grotas irá se aliar a Carlos Eduardo, papel de Marcelo Serrado, e isso vai determinar os rumos de sua personagem.

Para Luiza, o fato de Madá influenciar diretamente a vida do Saruê é de tamanho privilégio. “Tenho estudado para corresponder à grandeza do papel, e é inacreditável para mim ter uma cena que considero importante na trama com ele.

Por tudo o que ele representa, tanto o coronel, quanto o Fagundes”.
Luiza e seu marido (Foto : Divulgação)

.

Fonte: TV Foco