Foto: Rafael Cusato / EGOO ginasta Arthur Nory virou celebridade após as Olimpíadas Rio 2016. Ele, que ganhou medalha de bronze, foi eleito pelos internautas como “muso dos jogos olímpicos”, e falou sobre esse título em entrevista ao EGO. “Fiquei contente com o título, mas não treino pra ser muso”, disse ele.

“Treino pra ser medalhista olímpico. Isso veio meio que à parte, para dar uma descontraída, uma relaxada.

Fico tímido, com vergonha, mas sou grato”, comentou ele, nos bastidores de um ensaio fotográfico. Na mesma entrevista, ele falou sobre as “pegações” que ocorreriam na Vila Olímpica.

Lá, onde foram distribuídos preservativos para os atletas com hormônios em ebulição, mas ele conta que não chegou a usá-las. “Deve rolar pegação… Somos atletas, mas, antes de tudo, somos seres humanos.

Mas comigo, não. Saí zerado, chateado”, brincou Arthur.

Foto: ReproduçãoE sobre a sua sexualidade, ele não fugiu da pergunta em relação à suposta bissexualidade, boato que surgiu nesse período. “Não ligo para o que que as pessoas dizem.

Penso no meu, penso nas pessoas que estão ao meu redor, que me conhecem, que me amam”, comentou ele.
“Não pode se influenciar pelo externo, tem que se cercar por pessoas que gostam de você e querem seu bem.

Querendo ou não, você vê as pessoas comentando e sente um pouco, mas aprendi a peneirar, filtrar, deixar de lado. E pode falar, não vai me afetar”, afirmou.

“Sei da minha essência, quem sou. E quem está perto de mim sabe.

Isso que importa”, desabafa.
Já assistiu ao nosso programa de fofoca?

.

Fonte: TV Foco