O ator Umberto Magnani, 75, o padre Romão de “Velho Chico”, está internado, em coma, no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Magnani teve um AVC (Acidente Cerebral Vascular). A Globo ainda não definiu como ficará o personagem de Magnani na novela, mas já dá como certo que o ator não retorna mais à produção.

+Grupo de discussão faz Globo realizar mudanças em “Velho Chico”
Umberto foi atendido ainda nos Estúdios Globo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro e de lá encaminhado para um hospital. Essa é a segunda baixa da trama, que não conta mais com Edmara Barbosa como autora.

O desfalque obrigará os autores de “Velho Chico” a reescreverem várias cenas. Padre Romão é um personagem importante, que trafega por dois núcleos rivais, o liderado pelo coronel Afrânio (Antonio Fagundes) e o encabeçado por Santo (Domingos Montagner).

Está presente em quase todos os capítulos nas próximas semanas da novela.
A novela marca o retorno do ator à Globo após passagens por SBT e Record.

Umberto estreou na TV em 1973 na primeira versão de “Mulheres de Areia”, na extinta TV Tupi. A partir dos anos 1980, acumulou seguidos trabalhos como “Caso Verdade” (1982) e o seriado “Joana” (1985).

Depois, o ator que foi ao velório da atriz Cleyde Yáconis, foi visto em “Felicidade” (1991), “Éramos Seis” (1994), “Por Amor” (1997), “Laços de Família” (2000), “Páginas da Vida” (2006), “Amigas & Rivais” (2007), “Chamas da Vida” (2008), “Balacobaco” (2012) e “Milagres de Jesus” (2014).

.

Fonte: TV Foco