Ana Carolina Oliveira, dançarina do Domingão do Faustão mais conhecida como Carol Oliveira, nunca conheceu o pai. Aos 29 anos, a bailarina recorreu às redes sociais para encontrá-lo.
Por meio do Facebook, ela contou a história de quando seus pais se conheceram em Brasília, em 1985: “Você frequentava o Espaço Cultural da 508 Sul em Brasília no ano de 1985? Se sua resposta for sim, então vou lhe contar uma história, assim quem sabe, você pode me ajudar com alguma informação”, escreveu.

“Em outubro de 1985, minha mãe Marta frequentava o Espaço Cultural da 508 Sul, em Brasília e conheceu um músico baterista de uma banda de rock que se apresentava no mesmo. Ele se chamava Marco André, moreno dos olhos verdes, morava na Asa Sul e além de baterista era professor de matemática.

Tinha um irmão mais velho chamado Ricardo que tocava contrabaixo nessa mesma banda”, disse Carol em trecho do desabafo.
Ela não sabe se o pai está vivo e disse que ele também não sabe de sua existência: “Eles viveram um romance do qual fui fruto, mas meu pai nunca soube de minha existência.

A gravidez foi inesperada e os dois já haviam perdido contato quando minha mãe descobriu”.

.

Fonte: TV Foco