Beatriz Segall, uma das vilãs mais marcantes da teledramaturgia nacional, Odete Roitman, de “Vale Tudo”, concedeu entrevista à revista “J.P” e lamentou a real intenção da atual geração de atores.
“As pessoas querem ser atores, mas se contentam em aparecer na televisão”, disparou.

 Ela disse, inclusive, que “há muito tempo não se houve falar de um grande talento na TV” e que, no veículo, “falta interesse em fazer algo de qualidade”: “Parece que não há muito assunto”.
Diferente do que muitos pensam, Segall revelou que não ganhou muito para interpretar sua personagem mais marcante, Odete: “Quando fiz ‘Vale Tudo’, ganhava muito pouco, R$ 40 mil, enquanto as outras (protagonistas) recebiam R$ 80 mil”, afirmou.

No ano passado, Beatriz já havia feito duras críticas às novelas atuais e criticou também a falta de preparo de atores. “Eu acho que os atores de hoje estudam menos.

Basta ser bonitinha e aparecer 15 minutos na televisão. A prova disso é que os elencos de antigamente eram melhores.

 Hoje seria difícil fazer ‘Água Viva’ e ‘Vale Tudo’, por exemplo”, fuzila.
Ela diz que não assiste mais novelas.

“As novelas do meu tempo eram muito boas. As de agora são mais fraquinhas.

Ai, agora é que não me chamam mesmo [para trabalhar em novela], depois de eu dizer isso (risos)”.

.

Fonte: TV Foco