A nova novela das 11 da Globo promete.  Seja pelo texto, pelas interpratações, pelos dramas, os “nudes”, as cenas de sexo, de tortura, de traição, de ação… O fato é que essa grande produção vem carregada de espectativas por boa parte dos espectadores que pretendem acompanhar a obra, que já vem sendo divulgada em massa há algumas semanas.
Com cenas  “faraônicas”, que muitas vezes envolvem centenas de profissionais,  como a do enfrocamento de Tiradentes, a Globo mostra o seu poder com relação a produções dramatúrgicas, e o peso que elas possuem na emissora dos Marinhos.

Para a  fatídica cena, em  que o personagem é executado em praça pública (será em dois capítulos), cerca de 700 profissionais foram mobilizados, segundo o jornal “Agora”.
Gravado no Paço Imperial, no Rio, a sequência contou ainda com  duas mil peças de roupa, devidamente retratadas à época, cinquenta próteses de cicatriz e dentárias, e trinta bastões de maquiagem para sujar corpos e unhas.

 A forca construída para a execução tinha 6 metros de altura, para dar ainda mais destaque à cena.

.

Fonte: TV Foco