O ator Pablo Morais usou sua conta no Snapchat e publicou um vídeo na madrugada do sábado, revelando ter sido agredido por seguranças na festa “Baile da Favorita”, organizada pela promoter Carol Sampaio e que aconteceu na Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio.
“Estou na porta de casa, em São Conrado, acabou a ‘Favorita’. Todo mundo viu o tratamento dos seguranças na festa da Carol.

Então é isso: o segurança da Polícia Civil me tirou de favelado, de bandido, me tirou pelo cangote. Alguns amigos falaram para não fazer esse vídeo (…) Mas Carol, Michel, não tive como.

Desculpa, eu tenho 23 anos e saio para me divertir nas festas da minha cidade. E se a infraestrutura não é qualificada para aceitar isso, é melhor a gente não ir em certas festas (…).

Como a gente é de origem humilde, a gente gosta de funk. (…) Um recado: tratar quem não conhece ou qualquer um com educação.

Parar de empurrar, agredir, bater no peito dos outros. Me trataram como bandido, ladrão, ou algo assim (…)”.

O ator relatou ter sido orientado a ir embora após relatar o suposto ocorrido à produção da festa.“Eu fui tratado como bandido na ‘Favorita’.

Os seguranças me trataram como mendigo, como bandido (…) Espero que quem for à festa, tome cuidado. A recepção não é boa (…).

Hoje eu fui chutado na festa da ‘Favorita’, mas a produção da Carol me mandou ir embora. ”
A organização do “Baile da Favorita” informou ao jornal “Extra” que Pablo se envolveu numa confusão quando a festa já havia acabado – as luzes estavam acesas e o som desligado – e os seguranças intervieram para acabar com o tumulto.

.

Fonte: TV Foco