(Foto: Reprodução)O ator Marcelo Serrado foi alvo de críticas nesta semana, após o Impeachment da presidente Dilma Rousseff, o qual ele foi um dos apoiadores, juntamente com artistas como Susana Vieira, Marcio Garcia, entre outros. Essa troca de presidentes foi chamada de “golpe” por muitos.
Depois de todo o ocorrido, o novo Governo pôs um fim no Ministério da Cultura, e esses atores estão sendo acusados de terem colaborado para que isso acontecesse.

Irritado com a chuva de críticas que recebeu, Serrado resolveu fazer um desabafo em seu perfil de uma rede social.
Nele, ele se defende, e defende ainda o governo de Michel Temer: “Não vejo como uma campanha contra mim.

São as pessoas contra si próprias, em um Fla x Flu que prefiro nem comentar. É muito triste esse momento de arrogância que prevalece tanto de um lado quando do outro”.

As pessoas têm que pensar em um país melhor. E nós continuamos na luta.

Nós, artistas. Vejo pessoas sérias de ambos os lados.

 Não podemos esquecer que o governo anterior estava querendo extinguir a Lei Rouanet… Precisamos ter discernimento contra os dois lados”, continuou.
“Um país sem cultura é um país sem identidade.

Minha opinião é bem clara: tudo o que está aí na política nacional é muito corrosivo. Tem que ter uma limpeza geral.

É um momento muito triste para nós, pessoas do bem, trabalhadoras”, finaliza o ator.

.

Fonte: TV Foco