Reprodução/Globo Nathalia Dill definiu o perfil de sua vilã em “Liberdade, Liberdade”. No “Mais Você” desta quinta-feira (9), a atriz entrou na onda e Ana Maria Braga ao falar sobre a personagem Branca. “Ela está num momento muito periguete”, disse a apresentadora.

“É uma periguete de época”, completou Dill.  Ana Maria mostrou o momento em que Branca entra de roupa em um rio para provocar Xavier (Bruno Ferrari).

A atriz disse que chegou a fazer a cena por três vezes.  “Estava muito frio.

O diretor foi muito legal. Ele falou, ‘vai ser rapidinho’.

Falava, ‘por favor, mergulha, agora’. Agradeci muito a Deus, o sol abriu na hora”, contou.

Virgindade de Branca Nathalia Dill falou sobre a necessidade de se manter virgem naquela época até o casamento. “A pessoa que tivese feito o ato sexual antes do casamento era considerada uma devassa”, comentou Ana Maria.

  “Era a única coisa de valor que a mulher tinha. Ela não podia perder aquilo.

Nem pertence a ela, mas à família. É uma moeda de troca”, afirmou a atriz.

 “A Joaquina (Andreia Horta) é a mulher moderna. Nem tão antigamente, as mulheres só tinham esse caminho [o casamento].

Se não casasses o que iria fazer?”, completou.  Dill falou, ainda, que se sente satisfeita pela reflexão que consegue fazer em relação ao caráter da vilã.

“Ela tem um pensamento preconceituoso, egoísta, retrógrado. Fico feliz de poder colocar essa crítica, de poder evoluir”, disse.

 
.

Fonte: Uol Televisão