A TV Brasil deve ser fechada em breve. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o presidente interino Michel Temer enviará nos próximos dias ao Congresso um projeto de lei reduzindo a atuação e os custos da empresa, que depende de recursos do Tesouro.
Desde que Dilma Rousseff foi afastada da presidência no dia 12 de maio, o comando da estatal responsável pela TV Brasil é disputado entre a petista e Temer.

O interino chegou a demitir o jornalista Ricardo Melo da presidência da EBC, nomeado por Dilma pouco antes da aprovação do processo de impeachment pelo Senado, e a escalar o jornalista Laerte Rimoli para a presidência da empresa. No entanto, uma liminar do ministro Dias Toffoli, do STF, reconduziu Melo ao cargo na semana passada.

Mas, ao contrário do que queria Geddel Vieira Lima, a EBC não será extinta. No entanto, a empresa  voltará ao formato que já foi um dia, ou seja, o de uma agência de notícias.

Já a TV Brasil, ou sofrerá mudanças, ou realmente sairá do ar.
A revelação é de Eliseu Padilha, em entrevista a Jorge Bastos Moreno, que vai ao ar no domingo, às 21h30, no programa “Preto no branco”, no Canal Brasil.

.

Fonte: TV Foco