Fiuk não queria seguir os passos de Fábio Jr. na infância. Em entrevista ao programa “Xuxa Meneghel” desta segunda-feira (11), o jovem cantor explicou que queria ficar longe da música por causa da “ausência” de seu pai em casa.

“Eu era criança e não entendia porque meu pai era ausente, depois eu entendi. Eu peguei um pouco de asco, eu pensava: ‘não vou fazer o que meu pai faz porque ele é ausente’.

Eu era muito sensível. Eu queria ser qualquer coisa, menos cantor.

Minha mãe que me salvou disso, ela me obrigou a fazer aula de violão”, falou o cantor.
Fiuk contou, inclusive, como começou a compor: “Eu me apaixonei por uma garota e quando me dei conta já estava fazendo a terceira música para ela e já estava com banda na escola.

Tudo isso escondido da minha mãe e do meu pai. Demorei anos pra falar pro meu pai que eu tinha banda.

Minha primeira guitarra quem me deu foi a minha mãe, sem meu pai saber. Naquela altura eu não gostava de fazer outra coisa na vida, só queria saber de cantar e compor”.

O  irmão de Cleo Pires também deixou no ar que enfrentou problemas na relação com Sophia Abrahão. “Eu sou mais quieto que ele.

Claro que eu gosto muito (de mulher), mas eu tento não me envolver tanto na mídia. Eu tive um namoro meio conturbado.

Talvez por eu ser muito sensível, não soube lidar muito bem com a história”, desabafou.

.

Fonte: TV Foco