Em entrevista ao jornal Extra, a apresentadora Fernanda Gentil, uma das principais jornalistas na cobertura da Olimpíada 2016 da Globo, comentou sobre a exposição de sua imagem após a fama.
“São ossos do ofício. Não tem como você trabalhar com a imagem e querer lutar contra isso.

E nada muda meu jeito de ser. É uma fase.

Daqui a pouco vem outra lourinha bonitinha engraçadinha e acabou. Ninguém é insubstituível.

Procuro ter consciência tranquila e pé no chão”, opinou.
Sobre a recente separação de Matheus Braga, a loira explicou que  o momento passou longe de ser um trauma em sua vida.

“Não ficamos magoados um com o outro. Só quem tem a ganhar é Gabriel.

E, agora que ele existe, tudo tem que ser por ele. Matheus tem passe livre para vê-lo quando quiser e fica com o filho de 15 em 15 dias”, disse.

Com 11 anos de carreira, Fernanda já trabalhou em grandes eventos mundiais. Estreou nos Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver (2010), cobriu a Copa do Mundo da África do Sul (2010) e participou da Copa das Confederações (2013).

Em 2014, ela se destacou na Copa no Brasil e, agora, com a Rio-2016, completa a dobradinha de eventos em casa.
“Digo que tive muita sorte no ano em que nasci, no dia em que nasci, na hora em que nasci, para dar tempo de na Copa estar onde eu estava (risos).

Foi um divisor de águas em relação à visibilidade. Estou encarando a Olimpíada como o grand finale desse ciclo de coberturas em casa”, comemora Fernanda, que é exigente consigo mesma:
“O problema é que você vai acumulando responsabilidade e expectativa e tem que corresponder àquilo.

Aí me cobro muito. Se eu não sair satisfeita, acabou para mim.

Não durmo, não relaxo. Saio do ar já querendo voltar para corrigir alguma coisa”, disse.

Confira o programa de fofocas do TV FOCO dessa semana:

.

Fonte: TV Foco