Fátima Bernardes (Foto: Reprodução)Como já informamos, no ano passado, as produções dos programas “Encontro com Fátima Bernardes”, “Bem Estar” e “Mais Você” seriam unificadas. O objetivo aparentemente era agilizar a produção de pautas e atrações dos três programas da Globo.
Por suas características, os programas poderiam pensar uma mesma pauta ou chamar um mesmo convidado, e uma unificação impediria isto.

No entanto, vazou que o buraco é mais embaixo, como informa Ricardo Feltrin.
Acontece que agora a produção do “Encontro com Fátima Bernardes”, com exceção do jornalismo, é quem comanda de fato e de direito as manhãs da Globo.

A equipe da apresentadora é quem decide as pautas, os convidados e até o figurino da apresentadora está em primeiro na lista de prioridades.
Se, por exemplo, o “Mais Você” ou “Bem Estar” decidirem chamar um dia um convidado, digamos um ator ou atriz, e a produção de Fátima for avisada a tempo que um de seus convidados está preso no trânsito, e que não poderá comparecer, ela tem autonomia para remanejar toda a pauta, de forma que o convidado alheio, em vez de ir a esses programas, vá ao “Encontro”.

Nesse caso, os outros teriam de se virar para cobrir a ausência. Além disso, a roupa dos demais apresentadores terá que ser pautada na de Fátima.

Se a mulher de William Bonner decidir que vai usar calça branca, Ana Maria não poderá usar calça branca nesse dia, sempre com Fátima na prioridade.
O autoritarismo da produção do “Encontro” está causando uma tensão evidente nos corredores da Globo, entre as produções.

Os exemplos leves citados não demonstram o clima pesado.
Segundo a publicação, quem assiste ao “Encontro com Fátima Bernardes” com sua comandante sempre alegre fazendo dancinhas que fazem sucesso na internet, não tem ideia do clima pesado que está por trás.

.

Fonte: TV Foco