A jornalista Daiana Garbin lançou um canal no YouTube dedicado exclusivamente a falar sobre distúrbios de imagem. No vídeo de apresentação do canal, gravado e editado pela apresentadora, ela confessa sofrer com o mal desde os 5 anos.
“Eu tenho 34 anos e desde a primeira lembrança que eu tenho, com cinco anos, eu odeio o meu corpo.

Eu me olho no espelho todos os dias e me sinto gorda, eu queria ser magra, já fiz as maiores loucuras para emagrecer porque eu queria ser magra, seca, igual aquelas modelos palitinho, porque eu acho lindo“, comentou.
No registro, a jornalista afirma ainda que a ideia é usar a plataforma para ajudar outras pessoas que sofrem com o mesmo problema.

No desabafo de quase 7 minutos, ela ainda afirma que já fez três lipoaspirações: “Eu tenho vergonha disso, mas continuo me achando gorda, ainda é uma batalha todos os dias colocar uma roupa e sair de casa. Por isso, quase sempre vocês vão me ver de preto e nunca vão me ver com o braço de fora porque eu tenho vergonha.

Ele é gordo. Odeio sair em foto porque ele é gordo”.

Em outro momento de desabafo, Daiana revelou que já tentou tomar diversos remédios, ser bulímica e anoréxica, mas não conseguiu. “Certa vez li num blog que, se toda vez que eu sentisse fome, eu enfiasse a cabeça em um lixo, aí eu não ia comer porque eu ia ficar com nojo e não ia comer.

Mas não adiantou porque eu tenho fome, amo comida”, falou. “Parece engraçado, mas vocês não entendem o tamanho do sofrimento”, disse.

Daiana recordou que já enfrentou diversas dificuldades para sair para o trabalho. “Eu sei o que é não conseguir sair de casa de manhã para trabalhar porque você está se sentindo gorda e feia.

Você não consegue sair de casa com medo de as pessoas olharem e pensarem que você é gorda e feia”, finalizou.
Em menos de 48 horas, o primeiro vídeo já foi visto mais de 5 000 vezes — Daiana promete publicar um vídeo por semana sobre o transtorno e também sobre distúrbios alimentares.

.

Fonte: TV Foco