Thiago Lacerda na cena do enforcamento de Tiradentes em “Liberdade, Liberdade”(Foto: Felipe Monteiro/Gshow)Nova novela das onze da Globo, “Liberdade, Liberdade”, que teve início nesta segunda-feira (11), fez boa estreia, com ótima produção e um capítulo ágil, ponta pé inicial para desenrolar a história central da trama a partir desta terça (12).
O primeiro capítulo de “Liberdade, Liberdade” foi basicamente para representar o que já vimos nos livros de história, a parte em que Tiradentes (Thiago Lacerda) conspira contra a Coroa, é traído e enforcado – o que é baseado em uma fato real. A partir deste segundo capítulo, já começa uma história ficcional da personagem Joaquina (Mel Maia/Andreia Horta), desenvolvida pelo autor Mário Teixeira em cima do argumento de Márcia Prates, e livremente inspirado no livro ‘Joaquina, Filha do Tiradentes’, de Maria José de Queiroz.

Com capítulo ágil de cerca de 30 minutos, a estreia serviu para contextualizar a história de Joaquina, que se desenrolará até o final da trama, que deve contar com pouco mais de 60 capítulos.
Nudez de personagens de bordel na estreia de “Liberdade, Liberdade”(Foto: Reprodução/Globo)Sem alarde, o primeiro capítulo de “Liberdade, Liberdade” contou com cenas de nudez em dois casos.

Quando Rubião (Mateus Solano) foi torturado, e em uma briga no bordel de Virgínia (Lília Cabral), onde duas moças brigaram.
Além da produção bem acabada, a estreia de “Liberdade, Liberdade” trouxe um elenco seguro e afinado.

Analisando pelo primeiro capítulo, a novela promete.

.

Fonte: TV Foco