Foto: (Foto: Reprodução/Flávio Ricco)A Globo sempre foi um “celeiro” de atores para a Record. A emissora paulista, desde que iniciou os investimentos na teledramaturgia, apostou em nomes vindos da concorrência para estrelar suas novelas. No entanto, grande parte deles estão retornando à antiga casa.

É o caso de Márcio Kieling, que estreou no canal carioca em “Malhação”, nos anos 90. E agora, 16 anos depois, 13 fora da Globo, ele retorna com os cabelos grisalhos, na pele do personagem Bernardo na novela “Sol Nascente”, a próxima das 6, substituta de “Eta Mundo Bom”.

“Já estava com saudades. Retornar à empresa onde comecei a minha carreira, onde tive oportunidade de bons trabalhos e personagens marcantes, onde aprendi bastante, está sendo muito gratificante e emocionante.

É bom saber que deixei as portas abertas”, comemora ele.
“A minha expectativa é a melhor possível.

É uma obra aberta onde tudo pode acontecer. Farei de tudo para defender o Bernardo, que ele consiga cativar o público e aparecer bem na trama.

 Sou um workaholic (viciado em trabalho). Gosto de trabalhar, estou atento a tudo e sempre fico ligado a novas produções”, afirma.

(Foto: Divulgação / Luccas Soares)“Gosto de fazer testes, não vejo problema nisso. E nesse não foi diferente.

Enviei um e-mail para o Walther Negrão, que prontamente me respondeu e me encaminhou para a produtora de elenco, a querida Frida, para marcar para eu fazer um teste. Eu fiz e acho que eles gostaram”, revela o ator.

“Claro que também contei com a sorte de ter um personagem com o meu perfil”, disse ele, que relembrou ainda o seu primeiro personagem: “O Perereca é um marco na minha vida. Trago-o comigo até hoje.

As pessoas não esquecem e eu ainda sou parado na rua por conta dele”, disse.
“Depois dele vieram outros.

Aprendi muito com todos. Com ele e o cantor, eu divido a fama.

Sou chamado por “killing”, Marcinho, Perereca ou Zezé”, conclui ele, que interpretou também Zezé Di Camargo no filme “2 Filhos de Francisco”.

.

Fonte: TV Foco