(Foto: João Cotta/TV Globo)O “Big Brother Brasil 16” acabou, mas as confusões relacionadas ao programa não. A ex-participante do “BBB”, Fani Pacheco contou que está processando a Globo. O Motivo: Fani esteve duas vezes no programa, em 2007 e em 2013.

Da segunda vez, a produção da atração teria retirado um antidepressivo dela.
Segundo a loira, a decisão foi tomada agora depois que viu a direção do “BBB16” ter a mesma atitude com a Ana Paula neste ano.

“O mesmo procedimento, de flagelo, de doença. Isso trouxe à tona uma comoção minha e achei que isso já tinha passado.

Tratar o cérebro como se não fosse um órgão do corpo. Isso me trouxe uma comoção e tomei a decisão de procurar um escritório e ver se tinha prescrito o tipo, a ação civil, que eu poderia entrar”, disse.

Em outro momento, a loira disse que poderia até mover uma ação cível pública e enviar o caso até para o Ministério Público (MP), pois o canal não teria o direito de cercear o direito de alguém se medicar. “Imagina se eu tenho diabete e me negam o remédio.

No meu caso, eu tenho um problema no cérebro”, explicou. Perguntada sobre o que isso afetou na sua vida, a ex-BBB lembrou que seu comportamento ficou completamente alterado.

“Nem a minha família estava me reconhecendo mais, pois eu fiquei completamente alterada. Eu cheguei a procurar o Boninho depois do programa, mas ele disse que não tinha sido ele a tirar o remédio”, confessou.

Segundo Fani, o processo foi ajuizado há cerca de três semana. Fani pede indenização por danos morais e outros problemas causados pela proibição do uso do medicamento dentro do confinamento.

Ela também contou que já pensou em se matar. “Eu fiquei muito deprimida com isso.

Pensei até em me matar”, revelou.

.

Fonte: TV Foco