Luiza Brunet (Foto: Paulo Giandalia/ Estadão Conteúdo/ Arquivo)Ex-namorado de Luiza Brunet, o empresário Lírio Albino Parisotto, de 62 anos, resolveu se manifestar pela primeira vez sobre as acusações de que ele teria a agredido. Em nota divulgada nesta sexta-feira (1), ele negou tudo, e afirmou que se tratam de “versões distorcidas” sobre uma suposta briga.
“Venho a público lamentar que versões distorcidas sobre um episódio ocorrido na intimidade estejam sendo divulgadas como única expressão da verdade.

Embora compreenda a natural repercussão do caso pelas pessoas envolvidas, tenho a convicção de que no momento e nas esferas legais apropriadas todas as circunstâncias serão plenamente esclarecidas”, afirmou ele.
“Amigos, peço um pouco de paciência a respeito de algumas informações que estão circulando nas diversas mídias.

 Nunca na vida agredi homem, muito menos mulher que respeito muito, quem me conhece sabe. Isto não me tira o direito de me defender de tentativas de agressão através de tapas, chutes, mordidas, unhadas etc”, disse ele na legenda de uma publicação no Instagram.

(Foto: Reprodução/Facebook)“Tento me defender através da imobilização. Se o caso for para a justiça será lá que será esclarecida a verdade.

Muita paz as pessoas do Bem. Por fim este é um canal de comunicação com pessoas de que aceitei me seguirem.

Agradeço a compreensão. É a vida segue”, completou o empresário, que deverá responder a uma ação criminal baseada na Lei Maria da Penha.

Ele teria agredido Brunet, de 54 anos, no último dia 21 de maio nos Estados Unidos, de acordo com o advogado da atriz e modelo, Pedro Egberto da Fonseca Neto. “Ele [Parisotto] vai ser citado para responder aos termos de uma ação criminal baseada na Lei Maria da Penha”, disse Fonseca Neto ao G1.

torno.

.

Fonte: TV Foco