(Foto : Divulgação)Auto afirmativa e com bastante glamour, a Drag Queen, Gabrielly Rodin, afirma que nunca sofreu homofobia e que tem peito pra enfrentar tudo.  “Eu nunca fui atacada por homofobia, mas já briguei muito por isso. Comigo não tem vez o preconceito!” Afirma Rodin.

A artista comenta que cada um precisa ser feliz do seu jeito. “Essa é a dinâmica da vida.

Vamos dar mais amor e tolerância! Enquanto a gente continuar a não respeitar o próximo, não entenderemos a lógica da felicidade”, destaca.
Para a surpresa de muitos, Gabrielly revela que seus “peitões” não são reais: “A televisão me abriu muitas portas e oportunidades, mesmo assim não estou isento de sofrer nada.

As pessoas se aproximam de mim com curiosidade e se encantam com as minhas próteses. Querem tocá-las, tirar fotos, levar pro seu médico fazer uma igual, apertar pra saber se são de verdade e se frustram quando digo que não são verdadeiros! Sou uma Drag de peito!”.

.

Fonte: TV Foco