Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo em evento de TV por assinatura, em 2014A Globo foi autorizada na semana passada, por meio de decreto assinado pelo presidente interino Michel Temer, a transferir cinco concessões. A emissora, no entanto, nega venda e diz que se trata de um “processo de reorganização societária”.
Em decreto publicado no Diário Oficial da União do dia 27 de junho, Temer autorizou a transferência indireta de concessões próprias outorgadas à Globo em cinco municípios: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Brasília.

A Globo tem um prazo de sessenta dias para realizar alterações societárias, caso contrário, a operação será invalidada.
Há quem diga que a Globo estaria tentando uma venda parcial para algum grupo estrangeiro, versão que é negada pela emissora.

Em nota, a assessoria do Grupo Globo diz que se trata de um “processo de reorganização societária” dos filhos de Roberto Marinho (1904/2002), Roberto Irineu Marinho, João Roberto Marinho e José Roberto Marinho, que passaram ações para os filhos – ao todo, são 12 herdeiros – (confira abaixo a nota na integra).
Roberto Irineu, João Roberto, Roberto Marinho e José Roberto, em 1998(Foto: Luiz Carlos Santos/Agência O Globo)“Os acionistas controladores da ORGANIZAÇÕES GLOBO PARTICIPAÇÕES S.

A., sociedade holding do Grupo Globo e que detém a totalidade das ações de emissão da GLOBO COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.

A., vêm informar que, em 27 de junho de 2016, foi autorizada a transferência indireta das concessões dos serviços de radiodifusão de sons e imagens outorgados à esta última sociedade, ato este decorrente de processo de reorganização societária, que tem como objetivo preparar a empresa para a gestão da próxima geração, no qual os signatários transferirão à seus herdeiros diretos a nua-propriedade da maioria das ações de emissão da ORGANIZAÇÕES GLOBO PARTICIPAÇÕES S.

A., mantendo seu direito de voto na sociedade, não havendo o ingresso de qualquer outro terceiro não integrante da Família Marinho na composição societária das referidas sociedades.

.

Fonte: TV Foco