Em entrevista ao jornalista Daniel Castro, Ivo Holanda relembrou sua carreira na TV. Ele, que teve suas pegadinhas inicialmente exibidas no “Viva a Noite”, apresentado por Gugu Liberado, confessou certa mágoa do apresentador da Record.
“Quando ele saiu do SBT, [a amizade] já estava meio assim, ele me via e só dava oi.

Não era como antes, em que me dava a mão, me abraçava. Dentro da emissora, quando a coisa não estava boa para ele, nem olhava para mim.

Agora que foi para a Record, piorou. Eu o ajudei [na carreira].

Eu não sei [porque ele mudou], não posso explicar o que aconteceu. Nossa amizade era muito boa, não tenho nada contra ele.

Você quer conhecer uma pessoa? Dê-lhe um cargo, promova-a e aumente o salário dela”, declara.
Ainda na conversa, Ivo revelou que não se recusar a fazer pegadinha, mas admite ter medo de gravar.

 “Não digo isso para querer ser o bom ou o gostosão, mas nunca recusei uma pegadinha. [Porém] Fiquei com medo de quase todas.

Eu saía de casa quando falavam ‘vem gravar’ imaginando [com medo] o que eu ia fazer. Até hoje é assim, é tudo [decidido e comunicado] na hora”, explica.

Mas não é para menos, em certas ocasiões, ele  foi alvo de agressões físicas durante as brincadeiras. Mesmo assim, não pensa em aposentadoria.

“Enquanto estiver bem, vamos fazendo até onde dá”, diz.
Na entrevista, ele, que quase deixou a emissora em 1997 para ser funcionário da Record, mostra gratidão ao dono do SBT.

 “Encontro o Silvio uma vez por ano, quando vou cumprimentá-lo, dar feliz Ano Novo, feliz Natal e feliz aniversário. Mas nosso papo é resumido.

É um homem que eu estimo, é um irmão”, se derrete.
Vale lembrar que neste último domingo, 24 de julho, Ivo apareceu em uma pegadinha inédita no “Programa Silvio Santos”.

 Nela, uma caveira controlada por Holanda, 81 anos, aparece andando de bicicleta e assustando os pedestres na frente de um cemitério com frases como “Vim te buscar”. A situação levou o nome do apresentador aos trending topics do Twitter entre 23h30 e 0h.

.

Fonte: TV Foco