Ela põe mesmo a cara a tapa. Sem nenhuma vergonha. Sob a pele da dançarina desinibida Sarita, Juliane Araújo tem movimentado a trama de “Êta mundo bom!”.

É o terceiro papel da atriz em novelas da Globo — a moça de 26 anos participou de “Lado a lado” (2012) e “Joia rara” (2013), também folhetins de época, após integrar o elenco da produção adolescente “Rebelde” (2013), da Record.
Dessa vez, no entanto, a beleza da carioca ganhou mais evidência na tela.

Certa disso, ela logo avisa, ponderando: “Sou totalmente diferente da personagem”, disse em entrevista ao jornal Extra.
Atirada na ficção, ela diz que na vida real é bem diferente.

Juliane é casada há dois anos com Felipe Silva, produtor de eventos. “Tenho pouca coisa parecida com Sarita.

Sou muito tranquilo. Até invejo a coragem que ela tem de se colocar sem medo algum”, pondera.

Para a personagem, ela projeta: “Se vai dar em amor ou não o que sente por Romeu, eu não sei. Mas continuará bem divertida a relação dos dois.

Somos opostos. Nela, há algo maior do que querer seduzir, sabe? Na verdade, ela já sabe que é sedutora.

É algo nato. A mulher não é fácil, não, gente (risos)! Veio mesmo para atazanar.

Mas é engraçado. Está sendo uma delícia fazer determinadas cenas.

A personagem nunca sente vergonha de nada. Isso é bom.

Ela manda na lata!”.

.

Fonte: TV Foco