Reprodução/TV Globo Brau (Lázaro Ramos), Gomes (Kiko Mascarenhas) e Michele (Taís Araújo) cantam juntos em “Mister Brau” Kiko Mascarenhas está comemorando um Gomes, digamos, mais soltinho na segunda temporada de “Mister Brau”. O assistente já mostrou seu potencial vocal em episódio recente, quando o público descobriu que ele faz parte de um coral, mas o talento para a dança será outra surpresa da série. Tantas revelações são, na verdade, um grande desafio para o intérprete.

“Fiz musicais no teatro anos atrás, mas não é a minha praia. Tem que ter dedicação, é um volume de trabalho muito grande, admiro quem faz, mas não consigo me ver fazendo.

Quando comecei a receber os roteiros e vi que participaria de algumas músicas, recorri às minhas aulas de canto”, lembra. Na TV, ele se sente um pouco mais à vontade por não ser uma performance ao vivo.

“Aqui é bom porque, se der errado, volta, eles dão uma corrigida no tom. E a gente tem tempo para ensaiar as coreografias.

Mas quando tem as bailarinas dançando fico mais intimidado. A gente tem que mentir bem.

Se vocês acreditam que eu estou dançando eu fico feliz”, brinca o ator. Além de exercitar o gingado, Gomes também tem aparecido menos formal que de costume após um convívio intenso com os excêntricos Michele (Taís Araújo) e Brau (Lázaro Ramos).

Saem os ternos, entram os coletes e gravatas mais descontraídas. “Como ele já está um tempo na casa, vai se adaptando.

A gente vai ver um Gomes não tão engomadinho. O corte de cabelo é mais moderno, graças a Deus”, diz ele, aos risos.

Prestes a encarnar novamente Galeão Cumbica nos novos episódios da “Escolinha do Professor Raimundo”, o ator conta que não é reconhecido por conta do personagem, interpretado originalmente por Rony Cócegas. “Não gosto muito de acompanhar o programa pelo Twitter, porque te detonam em três segundos, mas desconfio que não fazem o link.

E com ‘Tapas & Beijos’ aconteceu um fenômeno muito legal: pela primeira vez passei a ser chamado pelo meu nome do personagem. Nunca tinha tido essa experiência, geralmente penso que é alguém com quem estudei”, brinca.

.

Fonte: Uol Televisão