A atriz Letícia Sabatella teve seu perfil bloqueado pelo Facebook neste final de semana após ter sofrido ataques na rede social. Sua conta foi ativada novamente na tarde desta segunda-feira (4).
A artista tem sido bastante ativa em manifestações contra o impeachment de Dilma Rousseff e participou de um encontro com outros artistas e intelectuais com a presidente em defesa da democracia no Planalto na última quinta-feira.

Por conta disso, ela nem esteve na festa de lançamento da novela “Liberdade Liberdade” em que atua como Antonia, a mãe da protagonista Joaquina (Mel Maia/ Andreia Horta).
Letícia Sabatella e Dilma Rousseff Assim que a página de Letícia saiu do ar, o marido da atriz, Fernando Alves Pinto, usou a sua página para defender a mulher e esclarecer que ela não foi beneficiada com a Lei Rouanet.

“Leticia Sabatella foi corajosa e firme, deixou claro ser opositora [do atual governo], ao lado da presidenta. Se tivesse mais tempo, exporia as graves considerações a propósito da política do meio ambiente, dos índios, entre outras… Em seguida, foi bloqueada na rede Facebook, sem poder acessar, publicar, responder ou gerenciar sua página, aparentemente por três dias, segundo o automático da rede, por “conteúdo abusivo”.

Uma nuvem negra passando. Acredito ter sido graças a ‘denúncias’ frequentemente relacionado a uma falsa informação sobre a Lei Rouanet.

Leticia, que começou como musicista, antes de trabalhar como atriz na televisão, para retomar seu caminho na música, teve seu projeto aprovado pela Lei autorizada para recolher R$ 800.000 de possíveis patrocinadores.

Patrocinadores que nunca compareceram. A turnê começou com uma breve temporada em São Paulo, bancada apenas pela bilheteria, lotada, mas insuficiente para qualquer lucro.

Uma nota de imprensa maldosa que parece ter crescido como bola de neve, afirma terem sido 1,5 milhão que teriam sido pagos pela Lei Rouanet. Isso nunca existiu, a lei não paga, e os patrocinadores, repito, não compareceram”, escreveu Fernando.

.

Fonte: TV Foco