Branca (Nathalia Dill) vai perder o bebê que espera de Xavier (Bruno Ferrari), em “Liberdade, Liberdade”, novela das 23h da Rede Globo. Branca terá um forte sangramento e com a ajuda de uma parteira da região, constatará que sofreu um aborto espontâneo. A sinhazinha tentará esconder isso da família, mas Alexandra (Juliana Carneiro da Cunha) e Luzia (Chris Couto) flagrarão tudo.

A ruiva então começará a planejar o que fazer, pois está certa que se Xavier souber que ela perdeu o bebê, o casamento não vai acontecer. “Se o Xavier descobrir que eu não estou mais esperando um filho dele, é capaz de me abandonar”, suplicará à tia e à mãe, pedindo silêncio absoluto.

Mas uma luz no fim do túnel começa a aparecer para a loira. Logo após o aborto, Branca vai saber que Mimi (Yanna Lavigne) está grávida e planeja procurar a moça para iludir com falsas promessas.

A loira enganará Mimi dizendo que seu filho terá tudo do bom e do melhor. Com a ajuda da tia Alexandra, encontrarão a prostituta na estrada e a levarão para sua casa, prometendo cuidar dela.

“Seu filho pode crescer como um fidalgo. Ou você prefere pôr no mundo uma criança que será eternamente estigmatizada? Marcada, com o destino selado.

 Você sabe como são as pessoas. Não haverá como evitar.

Ele será um ‘infante de damas’. Que é como chamam os bastardos, os filhos sem pai, que crescem sem eira nem beira, sem futuro, à margem da sociedade”, explicará Alexandra, convencendo Mimi a dar seu filho para Branca.

Depois, o plano da família é dar um bom dinheiro para Mimi, para que a morena possa seguir sue caminho bem longe de Vila Rica. A ideia de Branca, no entanto, é matar Mimi depois que ela tiver o bebê.

“Gente morta não fala. Quem vai dar falta de uma perdida, sem importância social nenhuma? Nem parentes ela tem!… Em vez de ficarmos o resto da vida nos preocupando se ela vai falar alguma coisa com alguém, cometer alguma indiscrição… porque essas prostitutas são muito indiscretas…”

.

Fonte: TV Foco