Em “Liberdade, Liberdade”, Tolentino (Ricardo Pereira) vai se declarar a André (Caio Blat), e os dois quase vão se beijar. A conversa entre eles acontece na varanda dos Raposo e o clima é de total intimidade. “André… Há algo que eu preciso lhe dizer… Sua amizade está me fazendo mudar”, diz, envergonhado.

O jovem estranha: “Mudar…? De que forma?…”. “Meus sentimentos.

Minha maneira de sentir a vida. A vida e o peso das coisas da vida…”, responde o coronel.

Completamente sem jeito e muito envergonhado, Tolentino seguirá tentando explicar o que sente pelo amigo. “Nunca me senti assim com nenhuma pessoa, nem com homem nem com mulher.

Sempre fui um solitário. Mas com você… É como se jamais eu estivesse sozinho.

A vida não me pesa mais como antes”, continuará.
Com a confirmação de que os dois sentem o mesmo um pelo outro, Tolentino sorri e o clima esquenta entre os dois.

Os rostos ficam cada vez mais próximos… mas Dionísia aparece na varanda. “Senhores… Já é tarde!”, interrompe ela.

Envergonhados, os dois se recompõem e o Coronel se despede.

.

Fonte: TV Foco