Foto: divulgaçãoEm época de instabilidade política e econômica no país, manifestações tem se tornado cada vez mais comuns por várias cidades do Brasil. Normalmente elas ocorrem sem feridos e sem baderna, mas outras vezes, não.
A Rede Globo, emissora de TV mais atacada ultimamente por populares, sofreu um atentado que ultrapassou a barreira de protesto, e virou o popular “quebra-quebra”, numa de suas filiais, no caso, a da cidade de São Mateus, no Espírito Santo.

A sede da Rede Gazeta, afiliada à Globo da cidade, está fora do ar, já que vários tipos de equipamentos foram destruídos. Vale lembrar que essa não é a primeira invasão de “manifestantes”, à emissoras da Globo no país, pois no mês passado, uma regional de Mato Grosso também foi invadida e pichada, com acusações de golpe.

.

Fonte: TV Foco