Desde que, sob pressão da classe artística (Caetano Veloso, Djavan, Leoni e outros), o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) criou a Secretaria Nacional de Cultura – após extinguir o Ministério da Cultura -, e está à procura de quem vai assumir a pasta.
Depois de ser altamente criticado por formar um ministérios apenas de homens, Temer teve a ideia de convidar para assumir o cargo da Secretaria Nacional da Cultura, uma figura bastante conhecida da TV Brasileira: Ninguém mais e ninguém menos que Marilia Gabriela.
Foi Marta Suplicy a incumbida de transmitir o convite para que Marília Gabriela aceitasse ocupar o cargo.

Com isso seriam resolvidas duas questões: ter um órgão separado cuidando da Cultura e uma mulher no ministério.
Toda a tarde desse sábado (14), foi decorado de tentativas para convencer a apresentadora, que no início da noite avisou Marta que ela não poderia aceitar no momento.

Agradeceu muito o convite, mas disse não.

.

Fonte: TV Foco