(Foto: Ellen Soares/Gshow)A atriz Marjorie Estiano não para. Ela está sempre trabalhando, e a sua próxima personagem será na nova novela das 11, “Justiça”, que estreia depois dos Jogos Olímpicos. Na pele de Beatriz, em Justiça, Marjorie Estiano vai passar ao público uma história forte e emocionante.

A trama vai trazer à tona um assunto delicado: a eutanásia. Na minissérie, a personagem fica tetraplégica após ser atropelada e suplica para o marido, vivido por Cauã Reymond, matá-la: “Beatriz me provocou bastante.

Durante o processo de estudo, ela me mobilizou muito”, conta a atriz.
“Dar consistência para a relação de um casal que vai ser visto pouquíssimas vezes juntos e encontrar esse caminho da reatividade depois do acidente foram trabalhos bastante delicados.

Ela me proporcionou alguns encontros, uns leves e outros mais violentos”, explica Marjorie ao GShow.
Para interpretar a bailarina apaixonada pelos palcos, Marjorie fez aulas de dança por um mês e acabou descobrindo mais de si própria durante o processo: “A proximidade com o meu corpo, com o movimento, a dança, foi tão prazerosa, um laço que eu gostaria de manter bem apertado”.

(Foto: Ellen Soares/Gshow)“É assim principalmente cantando. Sempre observei o poder que o corpo exerce sobre mim, sobre minhas emoções.

É uma catapulta, e esse contato mais íntimo com a dança é uma das coisas mais valiosas que levo de Justiça”, completou ela, após o estudo feito com Márcia Rubin, coreógrafa e dançarina.
“É outra inteligência.

Ir me percebendo inserida no espaço com um pouco mais de clareza, meus limites corporais e os seus mecanismos. Tudo muito inspirador.

Tinha uma sensação de limpeza, misturado com vários impulsionadores”, confessou Marjorie.
Para ela, é um prazer poder viver diferentes papéis.

“A diferença me seduz especialmente na semelhança. Ver que pessoas, às vezes, com uma visão de mundo e de si tão distintas, podem se identificar em determinado momento, em determinada situação, é algo a se levar pra vida”, revelou a atriz.

.

Fonte: TV Foco