Uma das cantoras do grupo feminino “As Frenéticas, Lidoka Martuscelli, morreu na noite desta sexta-feira, (22), no Rio de Janeiro. Ela tinha 66 anos. A confirmação foi dada por seu filho, Igor Martuscelli Machado, na página de Lidoka no Facebook.

 Lidoka enfrentou um câncer durante 10 anos.
“Informo a todos que minha mãe, a eterna Frenética, voou à duas horas.

Agora irá curtir as energias do céu! Que sorte tive em poder me despedir, aceitar e entender sua ida. Agradeço muito a todos, vocês ajudaram muito a seu espírito subir com paz.

Foi super tranquilo, em paz. Como um passarinho, palavras do enfermeiro que estava acompanhando ela.

Grande bj a todos!”
A trajetória do grupo que fez sucesso nos anos 70 começou quando o jornalista Nelson Motta foi contratado para iniciar um trabalho diferente na boate The Frenetic Dancin” Days Discothèque. Ele reuniu seis garotas (Sandra, Leiloca, Lidoka, Dudu, Edir e Regina) para serem garçonetes e fazerem performances.

As Frenéticas só viraram um grupo após o fim da casa, com a febre disco music.

.

Fonte: TV Foco