Adriane Galisteu no “Superpop” (Foto reprodução: RedeTV!)Adriane Galisteu participou na noite de ontem (4) do SuperPop, comandado por Luciana Gimenez, na RedeTV!.  Durante o bate-papo, a loira recordou os momentos difíceis que passou com a família quando seu irmão Alberto Galisteu Filho, usuário de drogas, contraiu o vírus da AIDS. “Eu saí cedo de casa para justamente não ter que encarar tudo isso.

(…) Fui correr atrás de levar o dinheiro para casa. Eu trabalhava meio período em uma loja e o restante do dia fazia catálogo, freela e desfile.

O que pintasse, eu ia”, contou a convidada, que começou a trabalhar com 15 anos para ajudar no sustento de sua mãe.
Adriane revelou ainda que só depois de conseguir uma boa quantia para o tratamento do irmão se deu conta de que nenhum dinheiro poderia salvá-lo.

Segundo a apresentadora, isso mudou a visão que ela tinha sobre o assunto. “Eu sou a dona do dinheiro, o dinheiro não é meu dono.

Eu comecei a entender, naquele momento, que a vida poderia ser muito boa com ou sem dinheiro“, explicou ela, que complementou dizendo que até hoje trabalha muito para conseguir realizar seus sonhos.  “Faz parte da minha história.

Eu não sou uma mulher ‘dondonca’. Dou muito valor para as coisas que eu tenho”.

Sobre o relacionamento com Ayrton Senna, Galisteu recordou os momentos felizes e marcantes que passou ao lado do piloto. “Acho que eu emprestava pra ele um pouco dessa minha jovialidade, da irresponsabilidade de uma menina de 19 anos.

Ele era um cara super responsável, super sério. Eu conseguia arrancar gargalhadas dele, o que era difícil das pessoas verem”.

 Em relação às críticas que recebe por cultivar a memória do ex-namorado, mesmo estando casada, a bela afirmou: “Meu marido se casou comigo e com a minha história. Nós estamos casados há oito anos e tenho certeza que ele só está comigo porque me admira, porque gosta do que eu vivi”.

A maternidade também foi pauta da conversa. Galisteu disse que ser mãe do Vittorio, de 2 anos, é o seu ‘melhor papel’ e revelou  que já está pensando em ter outro filho.

Para finalizar, a convidada falou como lida com as críticas dos haters nas redes sociais. “Eu gosto de mandar tomar naquele lugar.

É bom. Dá uma alivio.

(…) Eu tento explicar para as pessoas que eu me gosto e, quando a gente se gosta, nada disso atinge. Enquanto eu estiver namorando de luz acesa não vou mexer em nada.

  A hora que eu tiver que apagar a luz, começo a mexer”, rebateu Adriane.
Com apresentação de Luciana Gimenez, o programa SuperPop vai ao ar, ao vivo, às segundas e quartas-feiras, às 22h40, pela RedeTV!.

Crédito Foto: Artur Igrecias / Divulgação RedeTV!

.

Fonte: TV Foco