(Foto: Montagem/Divulgação)Chegamos a segunda edição da nova coluna “Notas da Semana”, que traz comentários de opinião sobre o que de melhor e pior ocorre na televisão brasileira.
E na edição de hoje, uma análise sobre o sucesso do “Encrenca”, que registrou novo recorde de audiência no último domingo (03), além da trapalhada da Record ao decidir suspender Geraldo Luís do comando do “Domingo Show”, algo que provocou um interesse do SBT na contratação do apresentador, que agora demonstra insatisfação na emissora da Barra Funda.
+ Bom e barato
Dia desses em uma das redes sociais do “Encrenca”, um internauta deixou um comentário crítico em relação ao programa da RedeTV! por praticamente só exibir vídeos da internet e do WhatsApp, tipo de crítica que vem surgindo com mais frequência nos últimos meses, diante do bom crescimento da atração.

Mas o que chamou mesmo a atenção, foi a resposta dada por outro internauta: “O ‘Encrenca’ não pode ser criticado por só exibir vídeos da internet, mas sim elogiado pela maneira que exibe esses vídeos, de modo criativo, popular e com uma boa edição”. Não poderia haver resposta mais precisa para os críticos do humorístico.

O “Encrenca” de fato conseguiu achar uma fórmula prática, e em pouco tempo se popularizou através dela, utilizando os elementos corretos. Se está cumprindo sua missão de conseguir divertir o público, não há o que reclamar.

A audiência da atração é justa, conseguiu se tornar uma ótima opção para os domingos e poderia alcançar algo além da boa audiência — entre as muitas bobeadas do processo de seleção do “Troféu Imprensa” deste ano no SBT, uma delas foi a ausência do “Encrenca” na categoria melhor programa humorístico. A emissora de Silvio Santos optou por indicar a série “Tapas & Beijos”.

Vai entender…
+ Comédia de erros
A notícia de que a Record havia suspendido Geraldo Luís do comandado do “Domingo Show” pegou muita gente de surpresa. Isso porque, a princípio, não se enxergou algo de tão grave na crítica feita pelo apresentador, até por ele já possuir este perfil, e também em virtude do sucesso do seu programa.

A questão é que a decisão leviana da emissora da Barra Funda acabou ganhando uma repercussão além do esperado. Havia a clara impressão de que a Record menosprezava Geraldo.

Foi então que surgiram as informações de que o SBT tem interesse na contratação do apresentador. Quando então se deu conta de que a sua saída pode provocar um enorme prejuízo, reforçando o concorrente e podendo enfraquecer sua grade dominical, a emissora prontamente “perdoou” Geraldo, o colocando novamente à frente da atração e apressando-se em lhe oferecer uma renovação de contrato.

O fato é que a Record subestimou o apresentador. A atitude desencadeou uma sequência de erros, já que ainda corre o risco de perdê-lo para o concorrente, assim como já ocorreu com três profissionais da equipe do “Domingo Show”.

Geraldo não esteve correto ao realizar a tal crítica ao vivo, mas a punição desproporcional e as ações que vieram a seguir, podem ser consideradas uma verdadeira comédia de erros da Record.
Por Renan Santos
Críticas e/ou sugestões? Mande seu e-mail para: notasdasemana.

tvfoco@gmail.com
As opiniões aqui retratadas não refletem a posição do TV FOCO, e são de total responsabilidade do seu idealizador.

.

Fonte: TV Foco