Padre Benício (Carlos Vereza) A atual novela das 9, “Velho Chico”, ainda vai surpreender muita gente nos próximos capítulos. A novela contará com assombrações no sitio que era de Leonor (Marina Nery), onde o Afrânio de Rodrigo Santoro a conheceu, quando Martim (Lee Taylor) passa a se instalar por lá, em busca das suas origens.
Ele começa a ver espíritos dos avós, e vai pedir ajuda ao padre Benício (Carlos Vereza), que ouve as vozes e ficará assustado com a dor das almas penadas.

É aí que ele convocará beatas da região para uma sessão de descarrego, a partir do capítulo do próximo dia 19, quando ele chega com uma malinha.
Ao chegar no local, ele ouvirá passos pesados indo de um lado para ou outro e a voz de uma mulher se lamentando.

São os espíritos de Zilu (Veronica Cavalcanti) e Aracaçu (Carlos Betão), os pais de Leonor. “Cadê ela? Cadê minha minina?”, falará a alma de Zilu.

 “Vê se engole esse choro, mulhé!”, gritará Aracaçu.
“Quero minha Leonô.

Quero minha minina de volta! Cadê ela que num vem?”, insistirá a voz da mulher. “Já mandei engoli esse choro, peste”.

“Ocê levô ela daqui! Foi ocê quem entregô minha fia pr’os braço da morte! Foi ocê!”, responderá Zilu, enquanto o padre espia tudo por trás da porta.

 Ele se arrepia com uma rajada de vento que baterá forte uma porta, e sairá da casa perplexo.

 “Misericórdia! Eu ouvi vozes lá dentro. Vozes e uma dor muito grande.

Era tanta angústia”, comentará Benício. “São eles, padre.

Zilu e Aracaçu, pais de minha mãe”, dirá o rapaz.
“Pelo que assuntei, essas pobres almas não tiveram um só dia de descanso desde a morte de minha mãe! Ela, coitada, esperando a filha que nunca mais vai voltar.

E ele culpado por tê-la mandado embora daqui”, completará o irmão de Tereza (Camila Pitanga).
Em seguida, o padre dará início, cercado de beatas e fiéis, ao procedimento de expugnação da casa.

Ele acenderá um incensório e o defumador, recita frases e as beatas entoarem cantos, salpicando água-benta no local. A casa é benzida e purificada, e em seguida, eles vão aos túmulos dos enterrados.

“Estamos aqui presente para rezar em nome da memória de Maria Zilu Carvalho e Aracaçu dos Santos Rocha. Reza para trazer paz e sossego para estas pobres almas, que há tanto padecem neste vale de lágrimas e sofrimento”, dirá o sacerdote.

Em seguida, ele diz que o casal terá o merecido descanso.
As informações são da jornalista Márcia Pereira.

.

Fonte: TV Foco