A série “Justiça” está fazendo o maior sucesso na tela da Globo desde sua estreia na última segunda-feira. Uma das cenas mais comentadas e aguardadas da novela é o atropelamento de Beatriz, personagem de Marjorie Estiano. A bailarina foi atingida por Antenor (Antonio Calloni) em alta velocidade e rodopiou até cair no chão.

Quem vê a cena perfeita, não imagina o trabalho que a equipe de produção da Globo precisou desenvolver para chegar muito próximo da perfeição. A cena gravada em Recife, em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, contou com cerca de 200 profissionais envolvidos e a duble de Marjorie teve que gravar cerca de 8 vezes a sequência.

+ Em segundo episódio de “Justiça”, Adriana Esteves dá show de atuação e bomba nas redes sociais
Marjorie e Cauã durante gravações da cena de Justiça (Imagem: Estevam Avellar/Globo)“Nunca atropelei uma pessoa tantas vezes na minha vida”, brinca Antonio Calloni. “Valeu a pena, porque a estrutura da narrativa é maravilhosa.

 Também nunca tive uma experiência como essa num set de filmagem, e estou feliz porque vai dar muito o que falar. É uma cena que determina muitas coisas na minissérie, e o Antenor está no centro disso tudo.

Essa estrutura na qual as tramas vão se entrelaçando é muito bacana, estou muito feliz em participar”, comemora em conversa com o UOL.
+ Resumo de “Justiça”, minissérie da Globo; capítulos de 25/08 a 02/09/16
O acidente completo vai ao ar na sexta-feira, mas o diretor artístico da minissérie José Luiz Villamarim, antecipa um pouco sobre a cena: “É uma cena trabalhosa, com muitos detalhes.

É amarrada para acontecer em um crescente –um pouco dela é revelado a cada um dos quatro primeiros episódios. Um dos pontos interessantes é mostrar como cada um dos personagens, ou seja, cada um destes pontos de vista, reage ao acidente.

A cena foi imaginada dessa maneira pela autora Manuela Dias, um grande evento da minissérie com cruzamentos entre as quatro histórias. E o meu objetivo foi filmar isso de um jeito simples e fluido”, explica José Luiz Villamarim, diretor artístico de “Justiça”.

.

Fonte: TV Foco