Como todos sabem, o clima político brasileiro não anda nada agradável. Para se manter neutra, a Record resolveu tomar uma decisão um pouco curiosa. A emissora do bispo Edir Macedo decidiu proibir alguns figurinos de seus contratados.

Roupas vermelhas, que possam ser associadas ao PT, ou que combinem verde, amarelo e azul, cores da bandeira nacional que identificam o PSDB e o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, foram vetadas.
Segundo informações do jornalista Daniel Castro, quem tomou a decisão foi presidente artístico da Record, Marcelo Silva.

Em conversas com diretores de programas, ele pediu para a emissora agir com neutralidade.
Também proibiu manifestações pró ou contrárias a Dilma Rousseff nas instalações da emissora depois que viu em uma rede social uma foto dos apresentadores, diretores e produtores do Hoje em Dia vestindo preto, em protesto contra o governo e a corrupção _a imagem foi apagada.

.

Fonte: TV Foco