Tony Ramos durante entrevista com Jô Soares, que vai ao ar hoje (04)(Foto: Globo/Ramón Vasconcelos)Referência para muitos atores quando o assunto é teledramaturgia, Tonico, como o ator Tony Ramos carinhosamente é chamado por Jô Soares, revela que “sonhava em ser o Oscarito”, um ídolo para o ator no ramo da comédia.
No ‘Programa do Jô’ desta segunda-feira (04), ele conta como a veia humorística se manifesta desde criança, quando ele se empenhava na imitação de políticos como Jânio Quadros – com o bigode feito a partir das cinzas de rolhas queimadas – e de Adhemar de Barros. A conversa de Tony Ramos com o apresentador reúne lembranças da época da infância e também uma análise de alguns de seus trabalhos na televisão.

A barba e os cabelos compridos integravam o visual marcante usado para compor Zé Maria, personagem de ‘A Regra do Jogo’, e Tony explica que, apesar de o público não estar acostumado ao estilo, a recepção do papel foi positiva. Agora, ainda que esteja com a barba e o cabelo raspados, brinca com Jô a respeito de seus pelos: “Continuo peludo, essa é uma identidade pessoal que não me assusta”.

  Já em relação às redes sociais, o ator confessa não ter familiaridade com o mundo digital e o Gordo aproveita para declarar seu fascínio pela internet. Antes de se despedir, Tony Ramos agradece a contribuição artística do apresentador e complementa ao afirmar a importância profissional de Jô para a televisão brasileira.

O ‘Programa do Jô’ vai ao ar de segunda a sexta-feira, logo após o ‘Jornal da Globo’.

.

Fonte: TV Foco