O youtuber Whindersson Nunes foi polêmica nos últimos dias após alguns internautas “ressuscitarem” um de seus vídeos antigos. No vídeo, Whindersson fala sobre uma tag no Twitter que dizia: “eu não mereço ser estuprada”, e ainda dá uma dica para acabar com o estupro.
Whindersson comentou que a tag falava sobre algo lógico, que ninguém merece ser estuprado.

Uma simples tag não mudaria então o pensamento de um estuprador, e nem resolveria o problema do estupro. Somente ações, segundo ele, seriam capaz de amenizar a prática.

Usando seu Twitter, o youtuber contou que não tem o mesmo pensamento que há dois anos, e voltou a afirmar que movimentos de internet não ajudam a resolver o problema do estupro: “Se é pra ajudar, ajuda de verdade.”
Já fiz piada com estupro, a 2 anos atrás, quando minha mentalidade era outra, tinha uma mentalidade totalmente infantil.

— Whindersson (@whindersson) May 27, 2016
A tendencia do ser humano é tentar achar algo nos famosos pra culpar, e os verdadeiros culpados estão por ai nas ruas.
— Whindersson (@whindersson) May 27, 2016
Por que em ve de printar meus tweets de 2014 vocês não printam a cara de um dos bandidos que aparecem na foto e espalham até acharem ele?
— Whindersson (@whindersson) May 27, 2016
Se é pra ajudar, ajuda de verdade.

#EstuproNaoÉCulpaDaVitima
— Whindersson (@whindersson) May 27, 2016

.

Fonte: TV Foco