Segundo o jornal Extra, Joelma teria queimado 200 pares de sapatos de Ximbinha na churrasqueira da casa que eles possuem em Alphaville, na Grande São Paulo. O guitarrista descobriu a destruição dos seus calçados ao apresentar o imóvel a um amigo que pretendia alugá-lo por uma temporada. Ao entrar na mansão, ele notou que o interior estava bagunçado e que seus sapatos haviam sido destruídos pelo fogo.

“Não é o material que me importa. Não é o número de sapatos em si que traduz minha indignação.

Sou uma pessoa tranquila e pouco navego na Internet. Mas recebi a solidariedade dos amigos, fãs e das pessoas mais próximas.

Atitudes mesquinhas não colocam comida no meu prato. Música sim.

Então, eu vou é fazer música, afinal por falar em sapato devo dizer que nunca dou um passo maior do que minhas pernas”, afirmou Ximbinha.
Em entrevista ao “Ego”, o guitarrista comentou a situação e se pensa em levar o caso para Justiça: “Estou avaliando com meus advogados.

Entretanto, espero apenas que está situação seja ultrapassada e que cada um viva sua vida pessoal e artística de modo tranquilo e em paz. A questão aqui não é o valor material do ato, mas sim a motivação sem nexo ou lógica”, disse o músico, que continuou: “O que passou não deve mais servir para atos impensados e que impactam negativamente a mim e a ela, abalando ainda nossos filhos.

Estou reconstruindo minha carreira com a X-Calypso de forma gradual, serena, sem pressa, trabalhando o público do Norte e Nordeste e em breve o resto do país. Para isso não preciso passar por cima de quem quer que seja ou agredir ninguém.

Sou um artista, sou pacífico, sou humano e só quero que me deixem trabalhar e vivem em paz.”

.

Fonte: TV Foco