Comprometida através de contrato a exibir um número “x” de jogos do “Brasileirão” por rodada, a Globo continua em busca de uma parceira que aceite suas condições, inclusive as financeiras, para as transmissões do futebol.
Embora a audiência de longe não seja mais a mesma de 10 anos atrás, por exemplo, o faturamento ainda é gigantesco, pelo menos para a Globo, que pode cobrar muito para os anunciantes, já que  as partidas sempre rendem bons números no IBOPE.

Segundo a coluna “Zapping” do jornal “Agora São Paulo”, a Globo andou negociando com a RedeTV!, com o SBT e até a TV Brasil os direitos de transmissão do “Campeonato Brasileiro”; à coluna, um executivo da Globo declarou sobre a Record: “só não é prioridade”, se referindo ao fato de a emissora carioca preferir o SBT, que não tem tradição no esporte, ou emissoras menores, como as outras duas já citadas no texto.